Tecnologia, investimento, infraestrutura e educação: as estratégias do setor logístico.

uruguai-hd8-noticias-alfandegaPosicionar a Uruguai como hub logístico entre a região e o mundo, esse o principal objetivo; a meta foi compartilhada pelos conferencistas que participaram do evento chamado “Estratégias para o desenvolvimento”.

As autoridades apresentaram suas agendas de cara ao futuro e explicaram os principais desafios que tem atualmente o setor logístico entre os que destacaram o investimento em infraestrutura, a melhoria na gestão e o uso de novas tecnologias.

A meta para o Aeroporto Internacional de Carrasco e aumentar a visibilidade de Uruguai como destino “ideal” para as cargas em trânsito e posicionar ao país como hub regional.

Um dos aspetos positivos destacados foi a medida anunciada pelo Ministro de Transporte, foi a redução do preço do combustível para a aviação, o assunto era fundamental na incidência do custo do frete aéreo.

Desde INALOG, se enfatizou na necessidade de que todos os atores que integram o setor logístico avancem juntos no caminho do desenvolvimento logístico. Cada organismo público tem seu rol porem também cada setor empresarial tem que se desenvolver por si mesmo porque INALOG junta essa cadeia pero cada parte tem seus desafios e crescimentos próprios.

Como objetivo concreto, se trabalha na ampliação da zona de influência terrestre do Porto de Montevidéu. Ao respeito a ampliação deve integrar a todos os médios de transporte e não somente ao marítimo, pensando no multimodalidade das cargas.

Como principais linhas estratégicas de futuro o Porto de Montevidéu trabalhara sobre o meio ambiente, conectividade, novas áreas operativas e comerciais, equipamento e produtividade, assim como também melhoras no marco legal e na gestão.

Por último, o foco da Alfandega foi o avance tecnológico e a necessidade de que o país não fique relegado nesse aspeto, sendo necessário que se avance em matéria de acordos com os demais países para ampliar os horizontes comerciais e tecnológicos.