abril-01A situação de crise na atualidade, e pelo visto nos próximos anos, vai requerer dos empresários no Brasil uma alta dose de imaginação para reduzir seus custos internos e garantir sua competitividade no nosso mercado bem como no mercado regional e internacional.

A revisão dos processos logísticos e primordial, visto que os custos relativos a esse item como taxas portuárias, fretes/transportes, armazenagem, demoras, impostos, custos financeiros associados, etc., tem um impacto direto no custo do produto final. O tão falado Custo Brasil que ninguém consegue derrubar.

Assim sendo, e fundamental analisar como cada uma das etapas da logística integrada pode ser melhorada não somente para ganhar eficiência mais para reduzir custos, que e o foco da realidade no momento.

abril-02E neste momento que operações logísticas utilizando as vantagens operacionais, tributárias, fiscais e financeiras que oferece o Porto e Aeroporto Livre de Montevidéu junto com as Zonas Francas de Uruguai fazem a diferença com as operações logísticas via os portos brasileiros; aumentando a eficiência e reduzindo os custos.

As operações logísticas via as Zonas Francas de Uruguai ajudam na redução dos custos por exemplo da armazenagem visto não existe cobro por período e somente paga-se um valor mensal fixo por metro cúbico utilizado, podendo a carga ficar armazenada sem pagar impostos durante o tempo que o cliente achar necessário sem que isso mude o custo fixo de armazenagem mensal e sem importar o valor da mercadoria.

abril-03O objetivo e aproveitar esta vantagem em oposição ao custo que significa uma carga ficar em qualquer porto brasileiro a espera de liberação por 10-15 dias pagando armazenagem crescente e sobre o valor da mercadoria e a mercê da flutuação cambial dos últimos meses.

Esta operação permite ao empresário brasileiro nacionalizar no Brasil as suas cargas na medida da sua necessidade, ficando o restante armazenado em Zona Franca em Montevidéu sem pagar impostos e a sua disposição para atender um aumento de demanda spot visto o transit-time de Montevidéu a qualquer destino no Brasil varia de três dias (Porto Alegre) a uma semana (Recife).

Tendo uma serie de ferramentas como as citadas acima, Uruguai como Hub Logístico Regional torna-se uma oportunidade que nasce da crise para ajudar a solucionar o aumento dos custos das empresas brasileiras.

abril-04Sendo assim, acreditamos que o momento e de enfrentar esta realidade e olhar para esta alternativa e não deixar esta oportunidade para depois, visto a crise está afetando o seu negocio hoje e necessita ser atacada com soluções profissionais, serias e duradouras no tempo.